• Homeopatia • Acima • Pesquisa em Homeopatia • Veterinários • Sonhos • Eventos gerais • Contatos e informações • 

Portal de Homeopatia

 

Homeopatia • Matérias Médicas - O Medicamento • Matérias Médicas - Dr. Carlos Mello

 

 

Calcarea phosphorica

pelo Dr. Carlos Melo.

 

 

ADAPTAÇÃO - ACOMODAÇÃO.

ADAPTAR = TORNAR APTO, AJUSTAR, AMOLDAR, APROPRIAR.

VAI DE UM LUGAR PARA OUTRO.

QUER ESTAR JUNTO DO SEIO.

QUER FICAR SÓ.

ENCONTRA VELHOS AMIGOS.

FRATURA.

OSSIFICA - CALO ÓSSEO.

DESEJA IR PARA CASA.

QUER SAIR DE CASA, VIAJAR.

FALTA DE DEFINIÇÃO.

PERCEPÇÃO CLARA.

LUXAÇÃO - SEPARADO.

UNIÃO, SÍNFISE.

SENTE-SE DESCONFORTÁVEL.

CURVATURA DA COLUNA, MANCA. 


 

M.M ALLEN.

1. Se excita facilmente.

2. Gosta de ficar só.

3. Ela deseja ir para casa, e quando está em casa deseja sair.

4. Numa criança de 15 meses, com fontanelas abertas, mais cedo do que se esperava as fontanelas se fecham.

6. Após aborrecimento, deprimido, como se mancando; não consegue trabalhar, anda com dificuldade.

9. Sente-se como se estivesse assustada.

10. Grande mau humor e medo de trabalhar; não quer fazer absolutamente nada do que ele poderia.

11. Muito mal-humorado, não quer falar, prefere que não lhe façam perguntas e que o deixem só, após notícias desagradáveis.

12. Crianças rabujentas e aborrecidas.

13. Torna-se muito violento, se sua opinião é contrariada, por isto se aborrece por não ter conseguido se controlar.

14. Violento, irritado e bravo; lhe afeta mais ouvir falar que alguém cometeu um erro, fica indignado, e gostaria de evitar conversação.

15. Ao saber que alguém foi repreendido justamente, com respeito a sua conduta, o afeta desagradavelmente, se torna violento, e toma as faltas do outro para si.

16. Notícias desagradáveis o fazem ficar fora de si; transpira; tende a indignação e a raiva.

18. Estúpida indiferença, cretinismo.

19. Ele tem uma percepção mais clara, e uma visão mais distinta de muitas coisas.

20. Indisposição para o trabalho, também para o esforço mental.

21. Intelecto obtuso; dificuldade em realizar operações intelectuais, não consegue distinguir com clareza.

22. Escreve palavras erradas, ou a mesma palavra 2 vezes.

23. Esquecimento; esquece o que acabou de acontecer.

24. Uma falta de definição na memória.

25. Completa perda da memória, de tal forma que ele não sabe o que acabou de fazer, ou o que deveria fazer.

Al-s-2. Quando está redigindo poderia escrever garganta no lugar de amigdalas, vermelho por inchado, etc. Não distingue claramente as coisas.

62. Dor ao longo das suturas do crâneo, particularmente entre os ossos frontal e parietal ou em volta dos temporais.

189. Bebês querem ser colocados nos seios o tempo todo.

255. Sínfisis sacro-ilíaca, como se estivesse separada ao andar..

324. Excessivas ereções andando numa carruagem, sem desejos.

368. Levantando a criança do berço, ataque de asfixia.

419. Na união do sacro e do osso ilíaco um dolorimento como se estivessem separados.

Mãos trêmulas; ela está com náuseas; coração bate; medo de notícia ruim; depois disso tremor e fraqueza.

459. No artelho direito todas as juntas estão

como que luxadas ou deslocadas.

476. Ele é obrigado a movimentar constantemente os membros inferiores e mudar

de posição; ao mesmo tempo uma sensação de ansiedade, ele quer pular da carruagem.

520. Após fraturas, quando não ossificam ou o calo não se forma.

533. Ele se sente em geral muito desconfortável.

538. Transtornos por pesar, decepção amorosa.

553. Todo resfriado provoca dores nas juntas e onde os ossos se unem e formam uma sínfise.

557. Dores após grandes esforços, pioram quando está deitado.

606. Ele cai num sono, no qual ele ouve tudo que se passa a sua volta, sem ser possível despertar. Ele sonha com viagens cheias de dificuldades.

613. Sonha principalmente com viagens em regiões onde ele já esteve.

615. Sonha reencontrando velhos amigos.

 

M.M. HERING.

30-6. Dores, onde cartilagens e costelas se encontram.

31-10. Dor violenta na região dorsal, ao fazer o menor esforço físico; algumas vezes obrigando-o a gritar.

31-19. Curvatura da coluna para o lado esquerdo (escoliose sinistra), vértebra lombar dobra-se para a frente.

33-3. "Coxarthrocace", terceiro estágio; põe um fim a continuidade na destruição óssea, supuração cessa, novo osso se forma.

33-33. Sente a junta do tornozelo como se estivesse deslocada.

44-2. Não-união dos ossos fraturados.

44-4. Côndilos incham nos antebraços e membros inferiores.

44-20. Reumatismo articular crônico; gota; exostose, osteofitos e novos crescimentos ósseos semelhantes, escrofulose; supuração dos ossos e juntas; inchaco por perda de sangue ou de outros fluidos, ou dependente de doenças do coração, fígado e rins.

 

 

Caso

SEXO FEMININO.

24 Anos.

L.T

Meu problema maior é dor na coluna, uso palmilha de 7mm no pé esquerdo desde os 16 anos.

Há 4 meses a dor lombar tem aumentado muito, não posso carregar peso, tenho a impressão de subir uma bola fria para a região dorsal.

Quando conheço as pessoas sou calada, depois brinco muito, faço piadinhas.

Estou angustiada, prestei vestibular e não passei. Não sei ficar parada, exceto dormindo. Tenho uma certa reserva, até que vejo se é uma pessoa simples e, se não é, procuro não me envolver, e fico só ouvindo.

Infância: ajudava minha mãe, ficava andando de um lado para outro.

Tinha medo do escuro, do tempo chuvoso. Uma vez quando o tempo escureceu por chuva, me encostei na parede e gritei, hoje não me assusta mais. Não entrava sozinha no quarto à noite. Caso morresse alguém que eu conhecesse, à noite não dormia sozinha. Sempre gostei de animais.

Em casa sempre tinha alguma coisa para fazer, mas preferia ir para a roça.

Cozinha nunca me atraiu. Gosto de coisas mais práticas, como arrumar o liqüidificador, desmontar uma janela, fazer pequenas instalações elétricas, pregar madeira.

Fico sempre vendo onde mexer, gosto de mexer com terra, arrumar vasos. Devido ao problema da coluna não posso, porque no outro dia sinto dor.

Mudei sozinha do RS para O MG. Gosto da família, mas onde estou consigo me adaptar. Consigo me relacionar facilmente com as pessoas, logo tenho amigos que gostam de mim, sempre tive facilidade para me adaptar, me entrosar. Quando menina dizia que não queria comer tal coisa, mas no MG comia o que tinha. Acho que por gostar do lugar me acostumava.

Gosto muito de dormir, TV, ler, dançar está no sangue.

Meu sonho é fazer Direito e voltar para uma cidade pequena.

Gosto muito de fazer fotos, viajar me faz bem. Mesmo saindo só dois dias, já me ajuda a descansar.

Dava banho no cachorro e ficava correndo com ele, mas tenho medo do cachorro do vizinho, se não conheço. Tenho nojo de rato.

Gostava muito de macarrão e comia também no jantar.

Não gostava de polenta. Sempre gostei muito de doce, mas hoje prefiro salgado.

Me toca profundamente quando assisto na TV pessoas com problemas, me dá até um nó na garganta, mexe comigo.

Quando vi sobre o vendaval no Paraná me deu um choque, um nó na garganta. Senti muito com a notícia da morte da minha avó, com quem era muito ligada, mas aceito. Fico muito feliz com cartas de pessoas amigas, e quando vão lá em casa.

Mundo: numa cidade pequena, morando um pouco afastada, tendo tempo para mexer também com horta, planta, morando numa casa simples.

Sentir: feliz, com o mínimo necessário que a pessoa precisa para viver e podendo fazer o que gosta, como fotografia, que me satisfaz.

Função: trabalhar como advogada e mexer com o lado prático que gosto, com planta, etc.

Saída: me apego muito as pessoas, mas se saio, não sofro por ter deixado o local, porque vou mais pela razão do que pelo sentimento.

Perda: o que eu sonhava ter.

Culpa: por questão de trabalho.

Mesmo sonhando com este lugar ideal, não me vejo mais que nove anos no mesmo lugar, parece que me cansa, acaba virando rotina. E pelo próprio trabalho você vai criando vícios, laços com pessoas que a deixam envolvida emocionalmente e que não lhe deixam perceber a situação real do local.

Lábios e dedos da mão ressecam no sol e no vento.

Sempre gostei de ajudar e ser solidária com os outros, sou inquieta, não consigo ficar parada, me dá a sensação de perda de tempo. Tempo nublado e chuva me trazem saudades.

Mais irritada antes da menstruação. Se durmo demais fico mal-humorada.

Chorava vendo alguém chorar. Não gosto de ser consolada ou elogiada.

Gosto muito de música e viajar. Gosto muito de sair, mas o tendência é ficar trancada em casa, mas se saio me faz bem. Gosto de jogar vôlei.

Tenho testa, face e cabelos muito oleosos.

 

RETORNO APÓS 60 DIAS.

Estou muito melhor da coluna. Tenho me sentido menos tensa, não me irrito mais por qualquer coisa.

Os lábios não ressecaram mais e não uso batom.

Não senti mais dor lombar um dia antes da menstruação, nem cólica.

Fiz o vestibular novamente, e fiquei muito calma e passei.

Se sonho que alguém morre, acontece. Não senti mais a bola fria nas costas.

Algumas vezes me peguei cantando, mais solta, aliviada.


 

 

Abaixo • Homeopatia • Acima • Proxima

vet_e_cao_3.gif (3083 bytes)

construída e administrada por Maria Thereza Cera Galvão do Amaral
Criada em 1999. Revisado: dezembro, 2017.

Licença Creative Commons
Portal de Homeopatia de maria thereza do amaral está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença
em http://www.mthamaral.com.br.