fbpx

curso naturopatia homeopatia

Dúvidas Mais Comuns na Homeopatia


P: Pode-se tomar medicamentos alopáticos ou fitoterápicos durante o tratamento homeopático?

R: Para isso, é indispensável que seja consultado seu clínico, pois ele é a pessoa mais indicada para avaliar a necessidade desta associação.

P: O tratamento homeopático provoca efeitos colaterais ou reações adversas?

R: Não. O que as vezes pode ocorrer é o aparecimento de sinais e/ou sintomas decorrentes da resposta ao medicamento. Nestes casos é importante comunicar ao seu clínico. É por isso que se deve evitar a automedicação.

P: O tratamento homeopático é demorado?

R: Geralmente não, porém a resposta é individual, assim o tempo de cura é variável.

 

Curso de Formação Terapêutica em Homeopatia

 

P: Existem medicamentos homeopáticos que são mais fortes que outros?

R: Não é uma questão de mais forte ou mais fraco. Existe sim, o medicamento adequado. O clínico seleciona a potência de acordo com os sintomas de seu paciente.

P: Deve-se acordar o paciente no meio da noite para dar o medicamento nos horários marcados?

R: Normalmente não se interrompe o sono durante o tratamento homeopático, a não ser que seja recomendação do clínico.

P: Durante o tratamento homeopático é proibido ingerir álcool, café, chá, etc.?

R: Não necessariamente, a não ser que seja recomendada pelo clínico uma dieta de restrição.

P: Por que os medicamentos homeopáticos não tem bula?

R: O medicamento homeopático é indicado pelo conjunto de sintomas do paciente, respeitando sua individualidade. Somente o médico homeopata está habilitado a fazer esta análise. Doenças iguais são muitas vezes tratadas com medicamentos diferentes. A indicação e a posologia do medicamento homeopático depende da prescrição médica, não devendo , portanto, constar da rotulagem do mesmo.

 

Terapeuta em Homeopatia Integrativa

 

P: A Homeopatia trata de todas as doenças?

R: Existem doenças que são incuráveis por qualquer forma de tratamento, devido as lesões irreversíveis nos órgãos. Nestes casos, o tratamento homeopático pode melhorar a qualidade de vida do paciente. Por isso a Homeopatia pode ser usada em quaisquer doenças.

P: Durante a gravidez e amamentação pode ser feito tratamento homeopático?

R: Sim, provavelmente será bom para seu bebê. Mas especialmente nesta época, só use medicamentos com orientação de seu clínico.

P: Se o paciente esquece de tomar o medicamento em um ou mais horários, compromete o tratamento?

R: O horário de tomar o medicamento é importante, porém o tratamento não fica prejudicado quando se esquece. Tome assim que lembrar, dando continuidade ao tratamento. Porém se algo diferente acontecer, consulte seu clínico.

P: Há diferença entre Fitoterapia e Homeopatia?

R: Sim. A Fitoterapia é uma forma de tratamento que usa medicamentos de origem vegetal , em forma de capsulas, tinturas, chás, etc. A Homeopatia tem medicamentos de origem vegetal, mas também de outras origens, além disso a técnica de preparo dos medicamentos é totalmente diferente.

P: Posso trocar por glóbulos, líquidos ou papéis?

R: As formas farmacêuticas servem como veículo para os medicamentos. A apresentação não interfere no efeito terapêutico do medicamento, porém é sempre aconselhável seguir a prescrição do clínico.

Algumas circunstâncias determinam a opção : os líquidos são recomendados para os diabéticos ou para pacientes sensíveis a lactose; para os que tem alguma restrição ao álcool recomenda-se o uso de tabletes, glóbulos ou papéis. Caso tenha preferência por alguma forma farmacêutica, o melhor é comunicar a seu clínico, para que se possível, ele prescreva o medicamento na forma farmacêutica de sua preferência.

P: Os alimentos interferem no tratamento homeopático?

R: Sim, não apenas no homeopático, mas em qualquer tipo de medicamento. Preferencialmente os medicamentos devem ser tomados longe das refeições, a não ser que assim seja recomendado.

Rótulo do medicamento homeopático deve sempre conter:

• nome do estabelecimento, endereço, cidade e estado, CNPJ

• farmacêutico responsável, com seu número do CRF

• nome do medicamento, potência, método e escala

• forma farmacêutica, veículo, peso ou volume

• data da manipulação e validade

• via de administração ( uso interno ou externo)

• Farmacopeia Homeopática Brasileira

 

Terapeuta em Fitoterapia e Plantas Medicinais


Práticas Integrativas Complementares