fbpx

curso naturopatia homeopatia

Comparação clínica entre escalas de dinamização


Parte do artigo do Dr. Wagner Belluco , no Informativo APH (da Associação Paulista de Homeopatia), de setembro a abril de 1999, ano 11, n° 76, a respeito de uma separata do livro do Dr. Fernando Flores Villalva ( mexicano), sobre sua experiência com as LM e outras escalas

  • ele usou muitos anos só LM e desde 1996 usa também as outras escalas - ( página 10) : Pacientes com constituição forte podem receber doses de centesimais ou de korsakovianas.
  • Eles resistem muito bem às alterações de poder energético destas escalas.
  • No entanto, podem apresentar agravações. Nas indisposições por toxinas muito virulentas, a escala centesimal em doses líquidas repetidas deve ser preferida.
  • Em pacientes que se automedicam, uma dinamização elevada da escala korsakov é importante porque seu tempo de ação é de 45 dias aproximadamente.
  • Em pacientes com sintomas mentais importantes, podemos indicar a escala korsakoviana, em dinamizações mais elevadas como 10 mil K ou mais, em doses repetidas sob a forma líquida.
  • Os pacientes que não tem muita disposição para tomar medicamentos e ainda ter que dissolve-los em copos de água, uma única dose de uma centesimal está indicada.
  • Para os pacientes que tendem a apresentar agravações em virtude de serem lesionais, a escala LM está melhor indicada.
  • Nas entidades nosológicas como: diabetes, hipertensão arterial, asma, malária, febre tifoide, é imprescindível o uso de LM.
  • Pacientes que não respondem bem a escala LM, podem responder bem às centesimais e as korsakovianas e vice-e-versa.
  • Na experiência do Dr. Villalva, as CH agravam menos que as korsakovianas. 
  • A escala CH permite um manejo como a escala LM na forma líquida repetida frequentemente.
  • O medicamento homeopático na escala centesimal agrava menos quando diluído em água.

 

Terapeuta em Homeopatia Integrativa

Curso de Formação Terapêutica em Homeopatia


Práticas Integrativas Complementares